26 de abril de 2018

Liberdade

O que é Liberdade? Impossível definir, tamanha a grandeza. Impossível mensurar, pois ela é eternamente tudo. Quando você controla, deixa de se integrar com o fluxo do universo, o todo, limitando ou limitando-se. Está preso ao egocentrismo no sentido do foco no seu centro, deixando de olhar a totalidade.

Soltar o fluxo do espírito/pensamento permite à você mesmo e ao outro harmonizar-se; todos são livres, por isso tudo corre, tudo flui. É uma necessidade o aprendizado. O apego prende tudo, inclusive o momento, o fluxo que está acontecendo agora. Torna-se bloqueado, por isso, agonizante. Se em nossas vidas, isso se traduz pelo egocentrismo, observamos que, como efeito, adquira-se a ilusão da prepotência, por "querermos tudo" - e isso o alimenta, tornando-se algo muito difícil de desobstruir.

Isso é muito difícil para nós, tempo presente - visualizar o tudo. A liberdade é uma dessas maneiras, por isso, fundamental e inegável. Sem ela, não existe alegria e fluidez; um dos únicos caminhos. Sem isso, continua-se na mesmisse , logo, inquietação. Por ver-se apenas, tudo quer pra si, mas não consegue propiciar nada ao outro. Quando estamos nessa condição, não pensamos no outro. Vangloria-se tanto que não vê nada ao redor. O mundo gira em torno do ser (a energia fica nela parada, não renovada) e, por "ser" tão forte e poderoso, passa a querer controlar as coisas à seu redor, inclusive as pessoas. Em nosso comportamento ordinário, acha que todos dele dependem, todos devem à ele - devem procurar, devem recorrer... enfim, acabam devendo fazer algo, em seu sentido. E, se não o fazem, há algo de errado com estes, "pessoas ingratas ou invejosas". Nesse momento, surge o vitimismo, por se encontrar nessa perigosa zona de conforto. Está preso novamente, pois não vê suas falhas; é cego, egoísta, não quer/consegue ver. Por não aceitar, ambicioso, pois sempre vê-se como merecedor, mesmo não sendo.

Busque sempre andar humilde, aceitando o caminho, aprendendo, fluindo. Deixando-se levar. Lembre-se que, se eu cobrar, não estarei doando. Se eu cobrar, estou tirando. Controlando as opções e escolhas alheias por achar que elas devem me dar algo, sendo que, na verdade, o universo é fonte de tudo. Quando faço isso, estou tirando a oportunidade de alguém ser feliz, pois meu desejo é limitar, negando que esteja em totalidade, apenas para mim - estou privando-a de ver o infinito, a eternidade, por prendê-la aqui. Tem ideia do que é isso?

Ninguém merece a privação da paz. Todos queremos apenas ser felizes e a felicidade só vem através da fluidez do universo, então por quê estou tirando delas a liberdade? Estou tirando delas o livre arbítrio, ao exigir! Pense sempre: as pessoas só querem ser felizes e eu também. Então, tenho que dar felicidade à elas, não tirá-la, caso contrário, bloqueia-se a fluidez. Não há harmonia. Quero ser um veículo do amor que o universo é/transmite e deixar fluir o amor natural que já existe em nossas vidas. Plenamente feliz, em harmonia, é a totalidade, para isso, deixando que os outros tenham o mesmo. Plenamente feliz, em harmonia. A única permanência é a impermanência. E isso já deve nos trazer o conforto.

Posso dizer que a Liberdade é Sagrada.

0 comentários: