• Eu sinto muito

    Eu sinto muito. Até demais. Não sei se é certo ou errado, ou os dois são partes de uma coisa só. Só sei que eu sinto. Muito.
    Sinto uma grande dificuldade em viver na Terra, saber lidar com os sentimentos e as pessoas. Quando a alegria vem, sinto uma necessidade de destruí-la. Será possível criar pra sempre? Acho que sim. Porque todo o “mal” só fará o bem, te faz crescer, evoluir. Sempre que me dou conta disso, volto para a paz. Estou me conhecendo. E me ouvindo.
    Depois que saio desse emaranhado que eu mesma criei por necessidade, ainda que inconsciente, vejo que era tudo o que eu precisava e nem sabia. Para mudar coisas específicas que eu nem tinha me dado conta. Instinto? Lei natural da vida. Confio em mim mesma porque sei que também estou no futuro.

    Estou no futuro também, parte de mim está lá, o pensamento começando a se materializar, o aqui e o agora e a dissolução se fazendo no passado. Eu sinto muito. Até demais. Não sei se é certo ou errado, ou os dois são partes de uma coisa só. Só sei que eu sinto. Muito.
  • You might also like

    Nenhum comentário: