18 de outubro de 2017

Características das almas e suas respectivas dimensões

Existem três tipos de dimensão que, na verdade, tratam-se de projeções: passado, presente e futuro. Cada uma delas possui características peculiares, de acordo com sua essência/comportamento.

O passado é o que chamamos de "espírito"; sabemos quem fomos, já existe uma forma construída, desenhada, mas essa forma não é palpável. No presente, nossa alma se comporta como história: sempre permanente e, por isso, presente. Ela está sempre viva para os humanos, pois está sendo lembrada, lida, ouvida, admirada, como se estivesse aqui. E quanto mais humanos contam e pensam sobre essa história, mais possibilidade existe da alma ficar por aqui, na dimensão do presente (a consciência quântica explica isso). Já no futuro, a alma não está mais aqui. Não sabemos como ela é (por isso não é passado, nem presente). Trata-se de uma projeção, na qual vemos tudo e, sendo assim, está mais perto da eternidade, que mescla todos os tempos. Na eternidade, passado, presente e futuro se misturam. Não é nada disso, mas ao mesmo tempo, tudo. Um estado pleno.

Esses dias fiquei me perguntando: como será que deve ser ficar, depois do corpo se decompor; ser uma história? Como eu me sentiria estando no estado de uma história? Só sendo uma história. Se quiser que sua alma fique sempre no presente (independente de qual planeta esteja), crie uma história forte. Bem forte, para que possa ser lembrada por milhões de pessoas e muitas gerações.

0 comentários: