23 de agosto de 2012

Eu ANULO meu voto


É triste como as pessoas são obrigadas a sustentar algo no qual não concordam viver. E essa obrigatoriedade não vem mais apenas do governo, vem dos próprios cidadãos que se dizem livres. A mídia é uma grande aliada, pois quer convencer de que agora tem a lei da "Ficha Limpa" e não há mais desculpa para não votar.... Mas pensem comigo: José Serra é ficha limpa, entretanto, deixou os hospitais abandonados quando ministro da saúde. O problema não é o candidato, mas o sistema. O poder acomoda.

Muitos dizem que não votar é não se mexer, mas estão totalmente equivocados. Eu não voto, mas me mexo para lutar a favor de outro método de organização social, pois acho que está mais do que na hora. Há alguns anos, fui até Brasilia entregar uma carta ao ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva, contendo informações que pudessem minimizar a desigualdade própria do sistema no qual vivemos. Fiz isso, acreditando que talvez fosse o primeiro passo a se dar em direção a um novo tipo de sistema social. Na carta, continham duas alternativas: para se candidatar, o indivíduo precisaria ser concursado e apresentar um plano de governo, uma espécie de TCC; somente ao se formar, o individuo poderia se candidatar. Ainda haveria mais uma condição: caso o candidato fosse eleito, seria obrigado a cumprir aquele "tcc" que elaborou na época do bacharelando. Assim, só aqueles que realmente se interessassem em ajudar e mudar o quadro, não só de nosso país, como mundial, entraria no meio politico. A segunda alternativa seria a seguinte: salário compatível a carga horária de trabalho + desconto salarial no cartão de ponto caso não se cumprissem as horas de trabalho de todos os eleitos (principalmente os senadores que quase nunca ocupam seu posto de trabalho, como já foi mostrado várias vezes pela midia)... isso seria um começo para que a classe politica deixasse de roubar e respeitasse a população como seres semelhantes, que se encontram no mesmo patamar que eles: somos humanos.

Acredito que esta alternativa faria com que a hierarquia ideológica e financeira, aos poucos, fosse sendo "quebrada", pois, se observarmos bem, o que mata é essa desigualdade social, proveniente do sistema monetário. Vivemos em uma pirâmide que nos faz aceitar que uns devem ter mais e outros menos, sendo que isso é um absurdo! Isso é que causa uma repressão nos demais, nos mais "fracos". Eu realmente sonho com um sistema onde não exista isso. Os recursos serem o mais naturais possíveis e reutilizáveis, o trabalho voluntário, seria consequência do início desse novo modelo e o começo de um novo sistema mais justo. Mas antes de mais nada, essa necessidade do poder, aos poucos, deveria se extinguir. Isso é totalmente possível, não na minha geração. Bem provável que eu não esteja nem mais viva, mas morrerei lutando por um sistema mais justo.

Buscamos sempre decisões a curto prazo, mas não paramos pra pensar que estas sempre são menos eficazes. Se nos unirmos, a mudança poderá demorar mais tempo, mas será efetiva, eficaz. Digo mais: poderá não ser apenas uma mudança, mas uma revolução. Só que precisamos nos unir... quebrar o que existe hoje. Ainda precisamos dar duro, trabalhar muito, para pagar contas e para nos alimentarmos, mas o que importa é não abandonar o desejo e mesmo que "em segundo plano", mexer os pauzinhos.

Pense bem: a ideia de que se você não tem dinheiro, não pode nem se alimentar, é um absurdo, mas infelizmente, é realidade. O básico para um ser humano existir está dependendo do dinheiro. Você é a favor disso? Não? Mas enquanto você votar, vai estar alimentando este governo. Não devemos ter medo. Mesmo nossa geração estando preza por este sistema, se pararmos pra pensar, existem sim outra formas de nos organizarmos e vivermos sem que tudo isso seja necessário. Você pode ver traços de que isso é possível, pois muitos já vivem de uma maneira mais sustentável, menos ambiciosa. Mas enquanto nós mesmos sustentarmos esse ideal egoísta, teremos cada vez menos chances de inserir um novo modelo de vida no mundo.

Todos nós somos lideres e podemos tudo, quando trabalhamos em grupo. Grupos focados na tecnologia, grupos focados na medicina, grupos focados nas artes, enfim... nada precisa deixar de existir. Temos inteligência suficiente pra estruturarmos infinitas formas de organização social, fora essa na qual vivemos... O que nos falta é LIBERDADE, e para alguns, DISPOSIÇÃO.



"O homem sensato adapta-se ao mundo. O homem insensato insiste em tentar adaptar o mundo a si. Sendo assim, qualquer progresso depende do homem insensato." - George Bernard Shaw

Mude o Mundo: Comece por Você!

0 comentários: