25 de fevereiro de 2012

Mensagem Kinho

Foi impressionante quando comecei a compreender toda a realidade de um cão. Olhei bem nos olhos do meu setter e parece que estava mergulhando em sua alma, sentindo toda a sua personalidade e maneira de viver. Isso só foi possível porque ele me permitiu fazê-lo já que, através disto, começaria a me mostrar como via o universo e sentia a existência. Sua expressão era de imensa alegria e satisfação, parecia que me dizia: "Que maravilha estar perto de você! Como você é bonita!". Seu olhar estava me contemplando como algo sagrado.

Então percebi que, da mesma forma que nossa percepção aumenta quando transcendemos através de meios naturais ou do próprio exercício constante da mente, isso acontece com os cães quando vêem um humano. É como se fossemos um portal de inspiração para eles. Através da energia e da admiração que ele me passava por meio de seu olhar pude compreender como eles percebem a realidade. Então, me transmitiu a seguinte mensagem:

"Os cães querem a presença humana sempre e a todo instante, porque consideram todo momento da vida ao seu lado, uma oportunidade única de aprendizado, um milagre. Porque sentem com toda profundidade o que é existir e isso fica ainda mais claro com nossa presença. Eles a admiram. Poderiam ficar a vida toda ao lado de seu dono, pois percebem da maneira mais verdadeira o valor que ele tem; Sua essência, sua composição, sua capacidade. Ficam perplexos com tantas diferenças... e ao mesmo tempo em como somos iguais e estamos unidos. Como podemos aprender uns com os outros. Sentem como devem admirar isso, ao desejar fazer parte do homem. Afinal, és uma dávida da criação.

Os cães compreendem a existência através dos homens, assim como os homens exergam além de seus limites através de alguns portais da natureza. Eles enxergam além do que são capazes, através dos humanos. Por isso os têm como deuses. E assim a vida segue: enxergando uma etapa a mais, uns com os outros.

O mais interessante é que se todos prestarem atenção neste ciclo, também terão a mesma clarividência do cão. Será possível vizualisar a conexão que ocorre através de um cordão tênue do existir: o brilho do olhar que é a fagulha da alma... e perceberemos todo o sentido da vida. Será possível admirar o cão e tudo o mais que existe na natureza da mesma maneira que ele nos admira ali. Todos irão se maravilhar com a beleza dos seres, suas diferenças, sua função. E poderemos entender como somos diversos e ao mesmo tempo, como estamos existindo no mesmo momento. Como podemos ser iguais se quisermos, se tivermos a conexão e vermos tudo da mesma maneira. Deves perceber o mundo da mesma maneira que um cão... sem o cérebro, com a alma. Daí então, compreenderemos todo o mistério da vida."

2 comentários:

CELSO MATHIAS disse...

Isso é verdade mesmo. Acho que o homem emburreceu a medida dos séculos em detrimento da tecnologia. O homem deixou a sua porção animal e se transformou em máquina de neurônios, sempre pensando logicamente e muito pouco emocionalmente.
Outro dia fiquei olhando para os olhos de um pombo...Por instantes tive essa mesma sensação...Parecia que naqueles segundos eu entrava dentro dele por essa porta chamada olho...Foi uma fração de segundos mas o suficiente para me impactar... Por segundos pude captar tudo que aquele pássaro queria, desejava ou imaginava( ainda que a imaginação seja inerente ao ser-humano). Acredito que a percepção da vida se dê ema progressão sutil e que devemos entender-nos mais e melhor para que essa percepção seja cada vez mais clara a nossa razão. Dessa maneira poderemos em qualquer lugar e hora abrirmos o canal para outros universos.
Bjs pra ti e pro Kinho.

Roberta Cortês disse...

Ele te manda outro, certeza! Um beijo, uma patada e um cheirinho! ^^