8 de fevereiro de 2011

A Importância do Trabalho Humanitário para o Mundo


Trabalho: Sinônimo de Escravidão
O significado da palavra trabalho remonta à origem latina: tripalium (três paus) - instrumento utilizado como instrumento de tortura para subjugar os animais e forçar os escravos a aumentar a produção. Embora na França rural, até hoje, este instrumento ainda seja usado para tal finalidade, em todas as línguas o termo se enquadrou em um substantivo abstrato, significando "agonia, tortura e sofrimento".


O tripalium, o capital e o sistema são instrumentos criadores de grande parte das anomalias da humanidade, dentre elas, a ambição, o sofrimento, citado anteriormente, o egoísmo e tantos outros. Por este motivo, antes de serem criadas determinadas invenções, creio que sentimentos como estes não existiam em uma proporção doentia, como percebemos hoje. A dimensão destes males está tão disseminada que se torna normal e irreconhecível dentro dos aspectos nocivos, já que faz parte do cotidiano do homem.


Obrigação X Prazer
Em uma era onde a natureza estava ao lado do homem primitivo, as pessoas eram livres e, embora tivessem algumas normas, não se sentiam pressionadas por leis a serem desumanamente seguidas, pois faziam o que gostavam . O trabalho era um serviço voluntário, organizado em grupos e as pessoas, viviam bem em comunidade.

Quando uma pessoa exerce uma atividade ou função de maneira espontânea, ela foi movida pelo simples prazer de exercer aquela função, não por alguma regra imposta pelo sistema.

Estas regras pressionam um ser a seguir um padrão. Elas obrigam as pessoas a se vestirem igualmente, a seguirem uma rotina, um cronograma, como se fossem robôs e isso oculta seus verdadeiros desejos, aqueles que não eram pré-moldados por ninguém. Existe uma manipulação da verdade que está dentro do indivíduo e o que ele faz não está mais dentro da sua verdadeira vontade, mas dentro do sistema criado no qual ele nasceu. Se ele nasceu dentro dele, acredita que ele é a verdade e por isto, crê que há uma obrigação em aceitá-lo, segui-lo. A profissão que deveria então ser uma prestação de serviços para toda a humanidade, se torna uma obrigação limitada, concentrada somente no indivíduo. O mau não apenas o afeta, trazendo doenças psicossomáticas, mas não ajuda na colaboração do planeta como um todo.


Objetivo das Atividades e Comportamento Humano

Obrigação = Dinheiro = Sustento Pessoal
Prazer = Prestação de serviços = desenvolvimento global

O trabalho pode ter dois objetivos: dinheiro ou prestação de serviços. Quando o trabalho é exercido com intuito capital, seu objetivo se torna restrito. O indivíduo, inconscientemente, passa a pensar somente no “próprio umbigo”. Trabalhar, ter sucesso, casa e sustento – e a importância de cuidar do mundo se ofusca. Já quando o trabalho possui como objetivo a prestação de serviços, deixa de ser individual, funcionando em prol das pessoas e consequentemente do desenvolvimento do planeta num todo, já que se tem o prazer de exercê-lo.


Sociedade HumanitáriaO homem, em harmonia com sua natureza, entrava em sintonia com os processos biológicos, psíquicos e espirituais, assim expandindo sua consciência. Conhecendo a si próprio, passava a entender o motivo de sua existência e então, pôde buscar respostas além do universo conhecido, sem deixar de lado os aspectos morais – desta maneira, era possível pensar num todo.

Mas houve um momento em que a humanidade passou a crescer muito rapidamente e os princípios morais e espirituais foram sendo abandonados. Ao observarmos fatos históricos, fica clara a evolução tecnológica que a geração pós-inquisição sofria – os sistemas impostos, o capital e tantas outras invenções adoeceram a humanidade. O mais triste é que os filhos desta sociedade nascem neste esquema pré-definido e o abraçam como realidade plena.

Quando o modelo de sobrevivência agrário deu lugar ao industrial, houve a definição dos sistemas sociais, que incluíram o capitalismo contemporâneo. Todas estas modificações, obviamente, criaram novos modelos mentais. Moldados de acordo com a forma de vida estabelecida, o homem passou a viver unicamente para o trabalho, para a conquista de bens materiais e para as obrigações governamentais. Evolui-se somente um lado do intelecto.

0 comentários: