9 de fevereiro de 2010

III – Mercúrio, O Mensageiro de Deus


Os espíritos sagrados estão presentes e influenciam com sua energia toda a nossa atmosfera a milhões de anos. Mas foi por volta do século V, onde tivemos um grande crescimento intelectual, espiritual e filosófico, que se passou a compreender cada uma de suas mensagens e características de uma forma mais clara. Não falemos de mitologia, pois tudo o que vem da mitologia, vem de mitos e lendas, mas sim, de aproximação divina. Os gregos e romanos descreveram cada astro de nosso universo perfeitamente, através da descrição destes espíritos. O sistema solar é o Olimpio, e o Olimpio nada mais é que o Sistema Solar.

Mercúrio é o planeta mais próximo do Sol; seu nome grego é Hermes, a divindade mais próxima de Deus. Hermes pode ser visto a olho nu de nosso planeta, ao amanhecer, ao entardecer, mas sempre ao lado do nosso Criador. Com um percurso livre, percorre os lugares mais longínquos do Olimpio, levando e trazendo nossas orações, enviando nossos desejos, pensamentos e aspirações até nosso Deus Sol. Sem órbita exata, se afasta e se aproxima, inverte totalmente seu curso, de acordo com sua necessidade, sendo assim, o Mensageiro de Deus.

É por isto que, com tal poder incontestável e toda energia divina que o banha, sua influência rege a todos os viajantes aqui da Terra. Guardião dos peregrinos, Hermes engana todos que perseguem seus protegidos com falsas pistas, elaboradas de forma astuta, através de sua órbita confusa.


Jovem e forte como seu núcleo de ferro, Hermes não se cansa nunca, pois é realmente iluminado e, por mais que esteja tão próximo do calor da luz divina, não se queima. Mercúrio tem um escudo, de fato... Ele não chega a ser tão quente quanto sua irmã Vênus, que está mais longe dos raios brilhosos de Apolo; isto acontece, pois os ventos solares expulsam toda a sua atmosfera, evitando seu super-aquecimento.

Resistente, rápido e perspicaz, sua missão é olhar por todos os que habitam nosso universo e levar nossos mais profundos desejos e sonhos até o Sol. O guardião mais próximo de Deus, sempre voará com suas asas nos pés protegendo e representando a humanidade.

Próximo Capítulo: Vênus, A doçura da Beleza e a insanidade do Amor

1 comentários:

CELSO MATHIAS disse...

AHHH TBM ESCREVE A NOITE HEIN?
MUITO MELHOR! MAIS FRESCO E SEM TELEFONE TOCANDO!!
MAS...
QUE SÉRIE ESSE SUA HEIN??

PODE DEIXAR QUE MANDO SIM OS DESENHOS
KKKKKKKKKKKKKK

Esses dias revi Ratatouille. Muito bom mesmo. Que poesia de desenho.Gosta?

Estou lendo um livro super show que ilustrei a capa." Escritores famosos e autores anônimos".
Uma publicação particular.
Fala sobre o mundo espiritual que inspirou escritores como Proust, Gabriel Garcia Marquez, Guimarães Rosa, Cortazar,Marguerite Duras., José Saramago.. Esse então quero devorar tudo que ele escreveu.
Você sabia que ele só começou escrever de uma forma coesa e madura aos 60? Disse que tinha pena dos que morrrem antes dos 60, pois ele só consolidou sua obra nessa idade. Todos os escritores desse livro atribuem suas escritas à forças espirituais que os inpiraram.
Nietzsche a descreveu como:
"Um completo estar fora de si".

Muito bom o livro.

BJS

CM