27 de janeiro de 2010

II - Apolo, O Deus Sol


Eis que nossos antepassados viam o poder que nossos Deuses possuem, através do intelecto espiritual e do contato com as divindades. A humanidade, mais próxima da natureza e, conseqëntemente, de Deus, recebia a mensagem através da sua imagem semelhante, onde os espíritos divinos tomavam a forma humana para se comunicar.


Os Espíritos têm enorme flexibilidade por não serem densos, por isto, amoldam-se à sua vontade. O modo com que se comunicam deve ser reconhecido para quem o perceber, por isto, tomam formas familiares para nossos olhos. Entretanto, a forma humana é apenas a forma para nós seres humanos.

Desta maneira, Apolo é uma das personificações divinas feitas para o reconhecimento dos Deuses na humanidade. Essa aparência deve ser sentida, compreendida e acima de tudo, respeitada. Ele é o Sol, aquele que vê a tudo antes de todos nós, homens, luas e planetas do sistema solar, pois é ele quem produz os raios da vida – as grandes flechas do futuro de Apolo.

O Sol é o Deus que faz viver nosso sistema, é aquele que organiza e determina nosso futuro, exatamente como Apolo, situado no centro do Olimpo, esplêndido, forte, jovem e profético. Os antigos Gregos viram Apolo, filho de Zeus. Embora pai e filho, possuem magnitudes semelhantes, assim como Sol e Júpiter em nosso universo. Ambos são muito parecidos e possuem as mesmas composições de hidrogênio e hélio; a diferença é o brilho. Zeus não brilha pois não possui a mesma vivacidade (massa) que Apolo e, por isto, sua temperatura e pressão não produzem uma reação nuclear.


Assim, o brilho e a capacitade de profetização, fica mais evidente em Apolo. O Filho de Zeus herdou suas características e se aprimorou, gerando as mais diversificadas vidas deste universo e dividindo sua própria energia com todos nós. Quando Apolo atira do infinito as suas setas, é o Sol que envia de longe seus raios. Apolo é profeta, pois o Sol ilumina à nossa frente. Conduz a música e a beleza, pois é o Sol quem guarda as harmonias da natureza.


O Sol é o mais belo e brilhoso corpo do nosso sistema. O mais belo Deus do Olimpo. É ele quem vence as trevas, por isso o veremos com formas vigorosas ao invés de elegantes. Mas sempre com o brilho da esperança de um guerreiro.


Próximo Capítulo: Mercúrio, O Mensageiro de Deus

1 comentários:

CELSO MATHIAS disse...

VIXE!!
Fui lendo e articulando as imagens na minha mente até "talvez" poder construir a minha imagem de APOLO.

Seu talento está em dissecar algo para nós.

Sua escrita é de um preciosismo feroz.

Logo que tiver tempo tentarei criar o meu Apolo em tintas próximo ao que você descreveu em palavras.

----------
Hoje se não chover vou a um luau na praia!!
Aumentaaaaaaaaaa que isso aí é ROCKN ROLLLL!!

BJS e ótimo final de semana!!