4 de dezembro de 2009

Você acredita em espíritos?

Acho um tanto bizarro falar desta maneira, pois somos feitos disso. As pessoas falam de espírito como se não fizesse parte delas mesmas, como se desconhecessem de si próprias. Se você não acredita em espírito, renega sua própria natureza, possui uma visão extremamente limitada e não acredita em você mesmo.

Não vamos falar de espírito de uma forma bizarra, relacionando-o à morte e ao fantástico, como em contos paranormais. Mas como nossa essência, o que nos move; como é pra ser. Tudo neste universo surge, vive por energia. As estrelas nascem quando partículas gasosas se queimam, em sua própria gravidade. A luz se acende pelo atrito dos elétrons entre si. E nossos corpos? Se movimentam através de nossas almas.

Nossas almas nada mais são do que energia, estão dentro de nós. Energia inteligente que nos movimenta, que nos traz dons, que busca evolução. Como uma matéria mais sutil, o espírito faz parte da lei do universo, mas grande parte da humanidade sente uma dificuldade em assimilar isto. Isto deve ocorrer pelo fato de a Terra ser um planeta denso, estando diretamente ligada ao material. Por ser um planeta de provações, temos a tendência de separamos o espírito da carne, vendo ambos como coisas distintas. Em verdade, estamos ligados, um fazendo parte do outro.

Muitos são ignorantes a ponto de não crerem no que não vêem. Os gases, por exemplo, são muitas vezes invisíveis, mas sem eles, balões coloridos não flutuariam. A eletricidade é matéria... Menos densa que nossos corpos, mas que faz usinas inteiras funcionarem.
O Espírito é tão real como nossos corpos. Como não acreditar em almas sendo que somos uma, aprisionada em um invólucro?

De certo, nossa maioria terrestre não é evoluída para esta compreensão, mas todos de nós um dia estaremos. O mal pode se tornar bem; tudo se transforma. Os anjos e Deuses não reencarnam mais. Olham por nós... provável estarem em outros planetas, outras galáxias...

Mas um dia eu chego lá.

3 comentários:

CELSO MATHIAS disse...

Acabei de fazer um curso do Livro dos espíritos no centro Rita de Cassia lá no Leblon que eu frequento. Foi um ano de muito aprendizado e justamente o foco era esse. Muitos espíritas ainda não se veem como espíritos. Apenas mudamos de densidade quando desencarnamos ou encarnamos.Dois mundos interagindo sempre. Outro dia a Fernanda acordou de noite e tinha um senhor de blusa azul sentado na beira da nossa cama olhando pra ela. Ontem ao chegarmos em meu estudio ela viu um homem passando no corredor. Não são almas penadas apenas espiritos que por alguma razão ou não, estão ainda nessa realidade terrena. Muitas pessoas são presas a matéria, agarradas a dinheiro, bens, vaidades extremas, e quando desencarnam continuam a transitar pela terra sem se darem conta que desencarnaram. Pessoas com ultra sensibilidade( Médiuns) veem esses espíritos e muitas dessa pessoas sem entendimento e sem informação acham que´são almas penadas de outro mundo.Para mim a doutrina espírita foi a que me respondeu a 99% das minhas dúvidas.
O importante é fazermos o bem sempre, tentarmos aos poucos desapegar espiritualmente das coisas materiais, veja,o que falo é que todos nós podemos e queremos viver bem, com conforto, com ótimas roupas, aptos, carros, porém vai depender como negociamos com isso. O apego extremo a coisas da Terra nos prendem na Terra. O importante é usarmos tudo isso para de alguma forma fazer um mundo um pouco melhor.
Parabéns mais uma vez a vc por ser um SER PENSANTE.

BJS

Heloisa Ikeda disse...

Interessantíssimo!
complexo, mas muito intrigante... rs

Podemos chamar do que quisermos, espírito, alma... mas não podemos negar que existe algo além do corpo e que controla nossa mente e nossas ações e reações
Sem isso não seriamos mais do que corpos sem propósito...

bjs

Alex disse...

eu particularmente não achei complexo,alias,é bem fácil por sinal entender... resumi,e te explico a maneira que eu entendi.
simplismente você tem o seu começo,seu começo oculto,o espirito caracteriza sua personalidade.
como um dom,ao ver algo,se sente de alguma maneira,age de alguma maneira.