27 de agosto de 2008

Arte atemporal, como a vida

A sensação de que passado encontra o futuro, existe. Aliás, ambos vivem juntos
O passado na verdade está junto com o presente.Vivemos por passado, nós apenas
sonhamos um futuro como um presente.
Meu senso comum em viver como um ser humano "de verdade" -o qual não existe, foi apenas
montado- desvirtua toda a mágica da qual eu pertenço...quando eu bloqueio meus
pensamentos puros e primários com o pensamento lógico, pra ficar esteticamente aceitável, o
mundo se torna falso. Mas quando volto através do túnel de minh'alma, sinto-me indo pro
lugar de onde eu vim.
...E eu me preservarei dentro do vaso. A beleza macia das flores, o beijo que passou... mas
que ainda está presente.
A palavra q foi dita, mas que ainda posso escutar.
O desenho criado, que ainda posso ver.
O sentimento que ainda sinto...
A poesia não tem tempo, pois a vida não tem tempo. Independente de quando nós vamos ver,
escutar ou sentir, ela transmite o mesmo calafrio agora ou daqui a um século. Ela é intuitiva, e
só quem está no mundo paralelo dos loucos pode intuir. Me entende?
Ponha-se a dizer que sou louca e insiste. Mas quem dera se a massa não fosse tão
automaticamente unificada.
É porque através da poesia eu enxergo acima deste plano e somente quem prova da mesma
fruta sabe o gosto que ela tem. Possível é, mas até o senso comum chegar a este reino
desconhecido, pode demorar - até mesmo porque, ele não quer...é errônio em seu conceito.
O poder da arte, de transformar, está vivo.
Mas por enquanto, meus devaneios são apenas desejos que vêm espontaneamente fora da
realidade e do tempo.

3 comentários:

A FANTÁSTICA FÁBRICA DE SONHOS ILUSTRADOS disse...

Somos vasos preenchidos de espírito e alma e são nesses que habitam a poesia, a arte, os sentimentos,as delicadezas e o amor ao próximo.
Infelizmente o mundo está autômato. As massas querem se vestir igual, ter o carro bonito que o vizinho tem e aparentar o exterior bonito, mas o interior é vazio, ou melhor está sempre procurando por algo que essas coisas não preenchem, apenas fazem parte, mas a essência sim, essa é que nos transmite a boa sensação de um canto dos pássaros, um pôr do sol ou mesmo quando apreciamos uma obra de arte, lemos um poema ou ouvimos uma boa música.Jung diz que o maior conhecimento é o "Auto-conhecimento" e esse só pode ser alcançado fazendo o caminho inverso de que o mundo faz, andando pra dentro de si! è doloroso à bessa, pois vc vai encontrar cavernas que vc não sabia que tinha, mas vai encontrar raios de sol que jamais viu também!!Vão te chamar de maluco-beleza". Não importa, o importante é fazermos a grande perfgunta sempre e que originou a filosofia lá atrás no começo do pensamento humano..."QUEM EU SOU?".Tem gente que passa toda uma existência sem se perguntar isso e só ocupando espaço.
----
Valeu o post..pode usar sim o quadro do Led e o que vc mais quiser lá no blog ou site.
O endereço pode colocar o do blog ao invés do site.
BJS e ótima semana!!!

A FANTÁSTICA FÁBRICA DE SONHOS ILUSTRADOS disse...

BOA DICA:
Se puder alugue o filme ESTÔMAGO
direção: Marcos Jorge
ESPETAAAAACULAR!!!Eu havia perdido no circuito aqui no RJ e o assisti semana passada em um encontro gastronômico que a minha esposa fez parte.
Tinha que ganhar todos os prêmios... Vc vai gostar se é que já n viu..
ABS

Heloisa Ikeda... disse...

É por isso que eu escrevo poesias!!
A idéia de ficarmos eternizados, de sermos lidos daqui a centenas de anos é uma coisa incrivel... Só entende mesmo quem escreve rs...
Ameeeei o texto Rob

beeeeeijos.