3 de maio de 2008

Sobre memórias...


Bons tempos que me recordo...Tenho saudades de muitas coisas.
Mas não a saudade de algo que se foi; sede eterna de algo que dura pra sempre.
Eu guardo na memória sem pensar que já passou. Tenho meu baú com vários tesouros e são eles todos, sem excessão.
Aprendi a lidar com as coisas, as situações. Ou ainda estou aprendendo. Mas de uma coisa eu sei: de tudo o que foi vivido, nós podemos passar por melhor, e por isso, não posso me desfazer de certas lembranças, como ocorre no comum. Não podemos menosprezar o passado pois ele aconteceu, de fato.
Hoje me recordo de tudo e sorrio...não me importa se isso me faz bem, mal, se me fez perder tempo ou não; aliás, perder tempo eu não perdi. Tudo foi ganho...se eu não passasse por muitas coisas, o que seria de mim agora?
Se recorde como um fato que aconteceu e que sempre vai estar em constante mutação. Seremos hipócritas se dizermos que o passamos foi incorreto. Afinal, nos fizemos isso um dia. Já foi certo para nós, em algum momento.
Pode não ser o ideal pessoal, atualmente, mas serviu como um item primordial para o que somos hoje. As lembranças...passado que me construiu e constrói. Me sinto livre, e não aprisionada por culpa de uma determinada passagem.
Vivi e vou viver. Ainda bem.

2 comentários:

Heloisa Ikeda... disse...

Mais um belo texto rs...
Acho que já escrevi sobre isso alguma vez, se não escrevi com certeza já pensei. Afinal é bem verdade que aquilo que somos hoje é fruto de tudo que vivemos, coisas boas, coisas ruins, coisas neutras rs... tudo, tudo foi importantíssimo, se algo tivesse sido diferente não seriamos a mesma coisa. Temos mesmo é que olhar pra trás e sorrir, pois felizmente podemos guardar essas lembranças pra sempre rs
Beijos Rob.

laís D'Andréa disse...

Nossa, eu estava conversando com uma amiga justamente sobre isso há alguns dias. E era isso o que eu justamente tentava dizer a ela. Não devemos nos envergonhar do nosso passado, afinal de contas ele é o responsável por tudo que somos hoje. E o presente será responsável pelo resto de nossos dias. Um beijo!